domingo, 24 de abril de 2011

APOCALÍPTICO

O mundo precisa de carinho

As pessoas precisam de amor

Segue, sigo, sigamos o caminho

A surpresa é de quem chegou...



Sou um romântico apocalíptico

Procuro palavras filosóficas profundas

Colho flores num imaginário deserto

Procuro palavras em paredes pichadas...



A vontade não é um botão que liga e desliga

O desejo está intrínseco no corpo e na alma

Meu desejo pula em teu abismo

Minha vontade é o gosto do teu beijo...



O mundo precisa de amor

As pessoas precisam de carinho

Nas profundezas dos rios encontro teus olhos no mar

Nos meus poemas vazios procuro um jeito de amar...



Sou um romântico apocalíptico

Procuro filosofar em palavras rasas

Colho turmalinas e topázios num sonho marinho

Procuro sorrisos em loucas tempestades, sozinho, nas madrugadas...



MAURO ROCHA 24/04/11

8 comentários:

Majoli disse...

Oi Mauro, que gostoso ser um romântico apocalíptico, amei.

Ficou linda demais essa sua poesia.

Parabéns!
Um abraço meu amigo.

Bandys disse...

Oi Mauro,
O mundo precisa de a,or
As pessoas ´recisam de carinho...

E eu preciso dos seus poemas.

Aproveitando esse finalzinho de Domingo para desejar Feliz Pascoa.
Páscoa

Páscoa é renascimento...
É passagem...
É mudança e transformação...
É ser novo um mesmo ser
Que recomeça pela própria libertação.
Fica para trás uma vida cheia de poeira
E começa agora um novo caminhar
Cheio de luz, de fortalecimento,
Esperanças renovadas,
E um arco-íris rasga o céu
com força, fé e coragem

Beijos

Gilmar Morais disse...

Mauro,

É com muita alegria que passo por aqui para agradecer-lhe pela cumplicidade permitida, ao acompanhar o Caminhar & Ruminar, que ontem completou o seu primeiro ano de vida. Obrigado!

A festa é você, a sua presença e amizade que empresta sem reservas! Tenha certeza, significa muito!

Receba o meu fraternal abraço!

Hugo de Oliveira disse...

Excelente!

Abraços

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

LOUCAS TEMPESTADES....ESTA É A DOR DE UM POETA...
SAUDADES MEU QUEIDO TUDO DE BOM PARA VC.
UM CARINHO MEU POETA.

Paula Barros disse...

Valha-me Deus, que poema lindo, não gosto de comparações, mas acho que este foi um dos mais lindo que li aqui.

Quanta poesia dentro da poesia, quanta beleza de sentimento. Se amássemos mais sofreríamos menos, teríamos menos guerra externa e interna, menos depressão, menos sofrimento...

Muito bonito.

abraço

Memória de Elefante disse...

"Colho flores num imaginário deserto"

De grande beleza teu poema!

Um beijo

Tatiana disse...

Ah Meu amigo Poeta... Eu também sou uma romântica assim!
Um abraço carinhoso e o meu desejo de que a sua semana seja maravilhosa!