quarta-feira, 17 de agosto de 2011

MALABARISMO

Atravessar o dia
No olhar desesperador da agonia
Na respiração ofegante do cansaço

Ler jornais apocalípticos
Ver guerras feitas por países ricos
A vida artificial do mundo real

Só quero envelhecer
Depois morrer
Com a sensação de ter vivido

Noites a mil
Em diversos exemplares
Um drink, um luar, um café da manhã

Atravessar o dia
Nos espinhos de uma rosa
No fluxo sanguíneo lento de um ataque cardíaco

Ficar vidrado na internet de madrugada
Ter insônias, acordar excitado
A vida real do mundo artificial

Chorar longas tardes
Amar por minutos
Um drink, um cigarro, um almoço para variar

Tentar outra vez
Errar no xadrez
Simplificar tudo num sorriso

Estender a mão
Escrever com paixão
Ler quadrinhos, hentais, nada demais

Atravessar o dia
No suicídio das palavras
Nas lágrimas depois do beijo

Você ser apenas você
Amar acreditando amar
No mundo há vida artificial ou real

Criar desejos
Postar medos
Um drink, um sol de rachar, algumas velas e um jantar

Atravessar o dia...

MAURO ROCHA 17/08/2011




































5 comentários:

✿ chica disse...

Lindíssimo,Mauro! Um encanto te ler! abraços,chica

Luna Sanchez disse...

As pessoas têm falado muito em atravessar o mês de agosto, visto como pesado, cruel...mas a verdade é que cada dia é um desafio, seja qual for o mês.

Muito bom.

Um beijo.

Vivian disse...

...atravessar o dia
fazendo poesias?

só você consegue isso.

rsrs

bjokas, alma linda!

Bandys disse...

Oi Mauro,
Tô nessa de atravessar o dia e esperar mais um dia pra criar os desejos.

Arrasou. Adorei.

beijos

Paula Barros disse...

Equilibrar-se na vida, e ainda ter a sensação de ter vivido, às vezes parece que é demais para um simples mortal.

beijo