sábado, 5 de fevereiro de 2011

TORRES ENTRE CASTELOS

Alguém me falou de Nina Simone
O vento gritou seu nome
Nas montanhas, nos rios
Nos templos tocam os sinos

Pulei no abismo urbano
Entre o céu e o inferno
Existem humanos
Existem outros planos...

Anjos e demônios
Dançam a luz do luar
Palavras, gestos, andar
Beijos esquentam corpos

Copos, roupas, o chão
Olhos que brilham na escuridão
Espelhos de carne
O desejo que arde

No abismo profundo
Meus olhos no mundo
Minha tristeza
O sol e a lua

Meus demônios andam na rua
Meus anjos observam tudo
Chuva clara, calafrio
Ando no fio... Da vida...

Moderna
A palavra que edifico
Eterna
A música, o vazio...

O vento gritou teu nome
Na onda que arrebenta
Escuto no choro Nina Simone
Da solidão que desatina

Quando tocam os sinos
Quando a lua vai partindo
E o sol acorda os urbanos
Sou apenas um corpo estendido...

MAURO ROCHA 25/01/2011

6 comentários:

Marilu disse...

Querido amigo, Eunice Kathleen Waymon, grande cantora, grande ativista, grande mulher. Linda homenagem a essa grande diva. Tenha um lindo final de semana. Beijocas

Bandys disse...

Mauro, quanto tempo!

Não sabia que você tinha voltado e como sempre dando um show.

Saudades.

Beijos

♫ ♪ Wilson ♫ ♪ disse...

Mauro,

Um tempão que não ando por aqui.

Estava de férias e saí fora do ar..rs.

Voltando agora com todo vapor.

Tenha uma semana abençoada.

Deus é contigo.

Abraços!

Cristiana Fonseca disse...

Olá Poeta,
quanto tempo né, mas amigos sempre voltam.
Poesia tão linda quanto as canções de Nina Simone.
Obrigada pela visita.
Abraços,
Cris

Daíse disse...

Nina Simone + teu poema = inspiração!
Adorei!!
Bjo!

Paula Barros disse...

O teu poema é tão vida, tão os dias, as relações, nós mesmo divididos...me passou algo assim.

beijo