sexta-feira, 21 de setembro de 2012

ELEMENTO


A palavra sugeriu suicídio
O verbo dicotômico
Sugeriu sorte ou azar

 
O corpo ficou em xeque
Vida ou morte?
Sorte ou azar?
Descer ou pular?

 
E tudo isso prá que?
O amor é diferente na tv
O mundo é triste sem você...

 
E as rimas...
Pobres rimas paradas na piscina
Esperando a próxima onda

 
Com as métricas perfeitas
Com um olhar a esquerda
Um carinho no rosto
Que a saudade permite com os olhos fechados...

 
O mundo é triste sem você
O mundo é diferente na tv
Comer pastel
Ou tirar o chapéu!

 
Utópica realidade
Sem asas
Sem palavras
Apenas um corpo na linha do horizonte...
 

MAURO ROCHA 18/09/2012

5 comentários:

Sonia disse...

Muito bom Mauro!


Boa noite..

Enigmático Byjotan disse...

Uma rima moderna que encorpora nuances do dia a dia, feito sob medida, para leitura dinâmica na cadência exata.Abraço do amigo leitor.:-BYJOTAN.

Lê Fernand's disse...

quando é vida ou morte, nunca se sabe se é azar ou sorte.

=)

bj meu, poeta.

Vivian disse...

...para alguns é sorte,
para outros é azar.

felizes são os poetas
que em meio a esse
impasse conseguem
nos encantar.

um bj, poeta querido!!!

boa semana procê!

Bandys disse...

O mundo é triste sem os poetas.
Mauro, você dando um show na poesia que embala um mundo triste, permite voar sema asas e ler sem palavras.

Beijos