sexta-feira, 15 de agosto de 2008

CONTROLE REMOTO

Estou perdido no horizonte
A tarde cabe na minha mão
Estou no sofá olhando a vitrine
Desse mundo caótico
Estou sem óculos
Só de bermuda ou será calção?
Estou sozinho, fitando o mundo...
A solidão ainda não chegou
A noite deve chegar como canção
A minha frente o futuro
Que meus olhos fitam
Do carnaval que faço
Ao ver teus olhos
Na avenida
E o dia nem chegou ainda
E quantas vezes o correio não chegou?
E quantas vezes o amor adiou?
E quantas vezes às vezes nem era amor?
Estou perdido no horizonte...


MAURO ROCHA 15/08/2008

9 comentários:

Bandys disse...

Mauro,
Linda poeia.
Se perder no horizonte é se achar mais adiante.
beijos

Canto da Boca disse...

Aí está o "xis" da questão, tu tens o mundo na palma da tua mão.

;)

Zek disse...

Acho que estou perdido também....

KÁTIA CORRÊA DE CARLI disse...

Acho que hoje (tirando a parte do calção - rs) estou te fazendo companhia.
beijo

paula barros disse...

E eu fiquei pensando...
Se em vez de controle remoto fosse uma bussóla será que ajudaria a se achar no horizonte.
E se com o controle remoto pudesse apertar algum botãozinho e ir parar em outro horizonte.
Fiquei pensando....
Você perdido no horizonte e eu olhando para a lua me sentindo sem emoção.
E fico pensando, será que não senti emoção ao olhar para lua porque estou perdida no horizonte...

f@ disse...

Não é perdido em terra... isso é bom...
perdido assim entre o mar e o céu...
bj das nuvens

Lampejos disse...

Poeta Mauro,

Perca-se em si, mas encontre-se sempre.

Belo poema!

[Obrigada]

Bom domingo de encontros em horizontes perdidos.

(a)braços,flores.girassóis:)

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Estava inspirado, poeta! Belo post!Também eu, acabo de publicar um belo post feito a várias mãos, ou seja, vários colegas da Blogosfera contribuíram para esta postagem. Venha apreciá-lo.
wwwrenatacordeiro.blogspot.com
Um beijo,
Renata
PS: No próximo, vc será convidado a participar

ravnos_blacklotus disse...

Se me permite, caro poeta, irei postar no meu blog, pois gostei deveras deste.
Um abraço.