quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

POEMA DO AMOR LOUCO (terceiro ato)

A vida assim se faz assim
E um casal viver em transformação
Das alegrias do tempo então
Das tristezas que um dia tem fim

E muitas loucuras são apenas ciúmes
E muitas travessuras são saboreadas em sorrisos
E muitas aventuras são dispensáveis
E na contagem do tempo vencem os sorrisos...

Do conhecer ao namorar
Do namorar ao noivar
Do noivar ao casar
A vida se renova a cada luar

E tudo tão perfeito de um dia para o outro
Tudo tão belo e ainda com um sorriso no rosto
Por saber que ao tempo e ao vento estão juntos
E assim começa esse poema do amor louco...

MAURO ROCHA 24/02/2010

4 comentários:

Reflexo d Alma disse...

Vim ler seu post,
deixar bjins e minha provocação...
" Mas só percebe
quem aceita a
pro-
vo-
ca-
ção...

Catiaho/ Reflexo d' Alma entre delírios e delírios

HSLO disse...

A vida se renova a cada luar....adorei isso.


abraços

Hugo

Majoli disse...

Adorei o terceiro ato do Poema do Amor Louco.

Concordo com o Hugo, adorei essa parte, A vida se renova a cada luar, lindo demais.

Beijos meu amigo.

Bandys disse...

Perfeição só Deus.

Manda por email o que voce quer..

Beijos no ♥

Um dia de paz!