quinta-feira, 17 de junho de 2010

DOIS BALÕES

Lancei meus olhos no espaço
Vi estrelas do mar
Abri os braços na velocidade do vento
Por um instante quis te abraçar...

Quantas equações tenho que resolver?
Quantos anjos vão te proteger?
Você sussurra ao vento meu nome
Ou isso foi apenas um truque?

Viajei sete léguas
Entre o paraíso e o inferno
Para beijar teus lábios em movimento
Por um instante acordei em lágrimas...

No vapor da cidade ardo
Entre a multidão grito meu silêncio
Assino a sentença de minhas promessas
Minhas asas no chão, meu coração estancado

Lancei meus olhos nos teus olhos
Vi as ondas do mar
Abri os braços na velocidade do tempo
Por um instante quis te beijar...

Na escuridão da noite procuro passos
Perdidos na tempestade entre as montanhas
Não preciso me lançar entre abismos
Apenas deitar na neve e deixar apagar minhas chamas...


Lancei meus olhos no espaço
Vi estrelas do mar
Por um instante quis te abraçar...
Por um instante quis te beijar...


MAURO ROCHA 17/06/2010

9 comentários:

ღPat.ღ disse...

Um passado mais presente que futuro!

Aplausos poeta!
Belíssimas palavras...
Um beijo.

Gilmar disse...

É meu caro poeta! Nem sempre nossas buscas alcançam as vontades manifestas. Ainda bem que os sonhos não morrem, ainda bem que não passa... Assim, enquanto não vem o abraço, o beijo desejado, a poesia se torna ancoradouro de nós mesmos.
Um belo texto!

Abraços.

Johnny disse...

Poeta,

O Johnny's Pub tem o prazer de lhe contemplar o Prêmio Dardos.

Aguardamos sua visita.

Forte abraço!

Mi Satake disse...

Um turbilhão de sensações, desejos e emoções é o amor, seja ele correspondido ou não, é um sentimento exuberante!

Bjs

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

"Viajei sete léguas
Entre o paraíso e o inferno
Para beijar teus lábios em movimento
Por um instante acordei em lágrimas..." me lancei nesta viagem contigo, porque neste versos me lembrei da minha infancia

Mari Amorim disse...

Passei para ler seu poema, e desejar um excelente final de semana,
Boas energias,
Mari

Poeta Mauro Rocha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tatiana disse...

Por um instante quis que essas palavras pudessem meus sonhos acordar...

Linda poesia de um nobre coração poeta!

Um abraço carinhoso

Bandys disse...

Lancei meus olhos no teu poema e fiquei deslumbrada.
Um dia de muita saude pra voce.
Beijo