segunda-feira, 7 de junho de 2010

LIBERDADE

O vinho a mesa
A solidão de sobremesa
O tempo parado diante dos olhos...

O que me acompanha?
São as lágrimas
Deixada pela saudade dos dias longos...

MAURO ROCHA 01/06/2010

7 comentários:

ღPat.ღ disse...

A saudades é a forma mais sincera de perceber o quanto pessoas que gostamos nos fazem falta. Seja por algumas horas ou por longos dias.

Prestigio teu encanto de poesia mais uma vez, meu amigo!

Um beijo e boa semana.

Canto da Boca disse...

"O vinho a mesa/A solidão de sobremesa", só faltou um fado para fazer sangria da imensa agonia que faz sofrer a saudade em demasia!
Beijo!

;)

Espaço Aberto disse...

É com muita alegria que nós, do Espaço Aberto, viemos te convidar a participar do nosso primeiro Concurso Literário, a ser realizado no dia 12 de Junho, próximo sábado. Os interessados deverão fazer, nesse dia, um post em seus blogs, escrevendo sobre o tema: “Meu jeito de dizer que te amo” e o título do post deve ser esse mesmo. Mas ATENÇÃO: desta vez não haverá prazos, o concurso é válido SOMENTE para o dia 12 de JUNHO.
Assim que postar o seu texto, visite-nos no Espaço Aberto e deixe lá o seu link para que possa participar do concurso.

Contamos com a sua participação!
Até sábado!

Todas as informações sobre o concurso poderão ser encontradas e as dúvidas tiradas nos seguintes blogs:

http://bomruim.blogspot.com/
http://jardimdasan.blogspot.com/
http://lienemarcia.blogspot.com/
http://lienemarcia.blogspot.com/
http://frutosdoverseiro.blogspot.com/

Le Vautour disse...

Maravilhosa. Sem palavras, quando palavras nada podem fazer para enaltecer o que já foi escrito.
Coisa de gênio.

Katrina disse...

A saudade que se estende pelos sentidos

Sônia disse...

O pior é que é verdade...rs


Bom dia Mauro!

paula barros disse...

Mauro, me colocando no seu poema, lembrando um tempo passado...e pensei, tem momentos que só nos resta saborear a solidão, mastigando lentamente.

Gostei demais.

bjs