segunda-feira, 31 de maio de 2010

ESTRELAS

A boca que descobre o beijo
Descobre logo o desejo
E nas madrugadas constantes
A face da lua nunca é minguante...

A boca que descobre o beijo
Descobre logo o desejo
Que de tão íntimo
É proibido as meretrizes

E o que falar do beijo
Que mistura a língua
O beijo definitivo
Com os olhos fechados e o infinito...

Que tudo vira estrela
E logo, transforma-se em constelação
O beijo amado ultrapassa a paixão?
O beijo safado percorre o corpo então?

Beijo é beijo
O que muda é a intenção
E depois do beijo?
O mundo gira sem razão...

MAURO ROCHA 20/05/2010

12 comentários:

Clecilene Carvalho disse...

Depois do beijo o mundo gira e COM razão.

A boca que descobre o beijo
Descobre logo o desejo
E nas madrugadas constantes
A face da lua nunca é minguante...

Nossa! Gostei deveras.

Beijos de amiga.

paula barros disse...

Mauro, faz uns dias que penso em escrever algo sobre o beijo...mas não sai como quero....e ontem pensando sobre o tal beijo...pensei que logo ia querer algo mais rsrs

E você disse isso:
"Descobre logo o desejo"

É muito bom quando sentimos vontade de beijar...é muito ruim ficar só na vontade rsrs

Ai, ai....rsrs

Ana Lúcia Porto disse...

Oi Mauro,

Sim, beijo é beijo, o que muda é a intenção...

Adorei!!

Beijos,

Canto da Boca disse...

Interessante a mítica que envolve o beijo, no Brasil, existe a cultura de que prostituta não beija a boca dos seus clientes, já em alguns países da África, não se beija na boca, nem mesmo de marido e mulher, que é para esse/a não lhe roubar a alma...

Abração, Poeta!

Le Vautour disse...

Poeta, Poeta... toda vez que venho aqui fico repensando as minhas tentativas de poesia. Que maravilha o que você escreve, rapáááááá!
Abração de duas asas!

Pat. disse...

Adoro o beijo justamente por isso... essa intimidade que nem o sexo é capaz de proporcionar... e o prazer então... hummmm infinito com várias perdições e sem razão!

Amei de paixão este teu poema,
Beijos meu amigo.

Noslen ed azuos disse...

hã hã...definitivo beijo, muito bom, a poesia e os beijos.

ns

Mi Satake disse...

Tem coisa mais estonteante, enebriante e fascinante que beijar?
É onde tudo começa e se perde...
Amei o post

Abçs
Michelle

[ rod ] ® disse...

Meu caro lendo-te não tem como não lembrar de Augusto dos Anjos e permita-me escrevê-lo:


"... Toma um fósforo. Acende teu cigarro! O beijo, amigo, é a véspera do escarro. A mão que afaga é a mesma que apedreja.

Se a alguém causa inda pena a tua chaga, apedreja essa mão vil que te afaga. Escarra nessa boca que te beija!"


Abs amigo.

Majoli disse...

E como é um bom o beijo
Seja cheio de bons desejos
Ou de desejos secretos...
O que vale é o momento em que o beijo se faz, acontece e nos tira os pés do chão...amo beijar com o coração envolvido...com o corpo em sintonia.

Lindo meu amigo.

Beijos com carinho e um bom final de semana.

serpai disse...

Olá...!

Sabes...? O meu blog conta já com um ano...! E para a ocasião escrevi algo que também é para ti... e, de passagem, podes ver que há um selo que podes levar, se assim o quiseres... Pois, como o seu nome indica, serve para "selar" este vínculo que nos uniu neste tempo transcorrido..., isso me encantaria..., e faria completo este festejo e a minha alegria...!
Ou se não..., ofereço-te uma flor de Ceibo que é a flor do meu país: Argentina.

Obrigado pela tua presença...!

Cumprimentos,

SERGIO.

Mari Amorim disse...

o vento afaga
o cabelo das velas
que apaga
Bom final de semana,
Boas energias sempre!
Mari