quarta-feira, 12 de maio de 2010

SUAVE BRISA

Pobre diabo que não se vê no espelho
Crivado de amor e de desespero
Mas será amor puro de sentimentos e medo?
Ou será a alta temperatura da libido no tesão do desejo?

Pobre diabo de olhos vermelhos
Que anda na cidade nu de segredos
Que anda em sua corda bamba e sem freios

Pobre diabo que não se vê no espelho
Anda sozinho na noite com a lua por testemunha
Anda sozinho no dia com o sol sem sombra

Pobre diabo de olhos vermelhos
Não sabe se é amor ou atração
Não sabe se é desejo ou paixão

Em sua mão direita uma estaca
Em sua mão esquerda seu coração...


...Pobre diabo...

MAURO ROCHA 28/04/2010



11 comentários:

Tatiana disse...

O amor não escolhe hora, nem lugar... e nem em quem vai morar!Pobre diabo!
Desculpa a minha ausência nos comentários, a vida tem estado bastante corrida aqui.
Um beijo carinhoso

Deia disse...

Pobre diabo que não sabe se escolhe a dor ou se escolhe o amor... Com a estaca numa mão e o coração na outra... ADOREI! Beijos, Deia

Mônica disse...

Em sua mão esquerda seu coração.
Eu preferia que quem estivesse com meu coração fosse anjos ou Deus, mas gostei muito do poema.
com carinho Monica
Obrigada pela mensagem sobre as mães.
Mamae adorou!

Canto da Boca disse...

Vai ver que nao se olha no espelho, porque cada um que o fita, e que fita, reflete o mesmo olhar vermelho, desnudado de segredos?


Abraço e obrigada pelo poema dedicado às mães.

;)

Mari Amorim disse...

Os amigos nos comovem com carinhos.

Não medem esforços para nos ajudar;

Fazem de tudo, não nos deixam sozinhos.

Até em milagres nos fazem acreditar!

Boas energias sempre!

Mari Amorim

[ rod ] ® disse...

Pobre diabo que em fase terrena comete seus pecados querendo-nos o ensino. Abs meu caro.

Elcio Tuiribepi disse...

Pobre de nós que absorvemos os sentimentos...até mesmo aqueles que não nos pertencem...
Poema forte e cheio de verdades...
Um abraço na alma amiga...obriado pelas palavras lá no Verseiro

EU SOU NEGUINHA disse...

Menino...O amor é bem isso né?
Nunca se sabe se se entrega ou se enfia a estaca logo no peito..rsss
Beijos em ti

Bandys disse...

Voce esta no ♥.

Beijos

Estou voltando aos poucos.

Wilson disse...

Olá, Mauro

Poema forte e bem construído..gostei desse trecho: "Pobre diabo de olhos vermelhos
Não sabe se é amor ou atração
Não sabe se é desejo ou paixão"

Te desejo um dia maravilhoso!

Abraços!

Le Vautour disse...

Nossa... que imagem! Que maniqueísmo intrínseco, que dualidade humana e divina!
Quem consegue botar isso em palavras e desenhos tão fortes, senão alguém que nasceu com um dom divino?
Abraço de duas asas, emocionado,