sábado, 8 de janeiro de 2011

VIA AGRESTE

Pique-pega,
Piquenique na janela
Com palavras realistas
Com palavras fascistas
Vista, veja, via leste
Minha alma na estrada
Folhas no ar
Morda a maçã
Os pecados eu resolvo no divã...

Hoje é outro dia
Acorde só de manhã
Se suas asas não estão quebradas
Se o céu não é só uma palavra
O tempo brinca de girar no sol
Então cate sementes de girassol
E jogue para pássaros que migram
Para fugir da estação
Vista, veja, via agreste
Minha alma na estrada
Palavras
Morda os lábios
Os pecados eu resolvo no divã...

Mauro Rocha 28/12/2010

4 comentários:

Menino-Homem disse...

"(...)cate sementes de girassol
E jogue para pássaros que migram
Para fugir da estação
Vista, veja, via agreste (...)"

um poeta de alma infantil
é grande e maior
toda vida
na sua estrelar
POESIA

um beijo,
do menino-homem

saudades daqui...

fique com Deus!

ღPat.ღ disse...

Jogo de palavras com criatividade gritante!

Um beijo querido.

Tatiana disse...

Olá Mauro!
Que bom estar aqui mergulhando em suas palavras!

Tenha uma ótima semana!

Beijos

Mari Amorim disse...

Desejo que seus dias,sejam iluminados pela essência Divina,com Boas Energias Sempre!
Abraços
Mari