quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

AINDA VEJO AS ESTRELAS

Estou com um dilema
Não faço poema
E sim textos capengas
Diante da janela
Cinema
Fale profundo
Veja, meus óculos fundo de garrafa
A tinta preta acabou
A caneta esferográfica estourou
Só o toco de lápis que restou
Então vou pintar o céu grafite
E escutar Lou Reed
Para ver se as horas passam
E meu espaço fica completo
Com teus olhos de cetim
Diante da janela
Jasmim
Ou frutas fora de época
Pois o que me interessa
São as folhas de teu vestido outono
Caírem em meu mais doce sono
Das tardes insólitas de domingo
Diante da janela
Poemas se revezam
Entre olhares atentos
E distrações do momento
Numa dança sistemática
De joelhos diante de ti

Teu perfume me embriaga
De olhos fechados sinto o paraíso
Da janela
A lua vai curtindo...

MAURO ROCHA 28/01/2009


11 comentários:

paula barros disse...

Uma janela inspiradora, de sonhos.

bom dia!

HSLO disse...

Poema lindo...viu.

Abraços

Luciana disse...

Oi Mauro, o filme Uma Carta De Amor é lindo vale a pena assistir e as cartas são muito românticas hoje estamos mais práticos com a internet, mas ainda é lindo receber uma carta nem que seja de um amigo.

Obrigada pela visita sempre tão bem vinda.
No meu perfil tem o Blog Filmes que eu fiz com outros gêneros de filmes um pouco diferente do My Space.

Abraços.

Anônimo disse...

Cristina disse:
Esse seu poema também é lindo sem dúvida.
O meu obrigado também pela sua visita.
Até breve um abraço e o resto de uma boa tarde.

28 de Janeiro de 2009 ás 17:55

Anna e Cesar disse...

Maravilhoso poema, mesmo quando diz não poetizar... "versos capengas" de uma alma poética.
Agradecemos por gentilmente ter retribuído nossa visita e esperamos que tenha gostado e volte outras vezes.
Td simples, mas feito com muito amor e carinho.
Linda seja sua noite e de bençãos seu restinho de semana!

Dry Neres disse...

Amo a leveza e forma como seus poemas fazem a gente continuar imaginando-os ao término das últimas linhas... Assim.. é como se pedíssemos mais! Você dá sede!
Poeta, és... fato!
Amo seu blog cara!
Você sabe!

Lampejos disse...

Poeta Mauro,

E “entre olhares atentos”
...a paisagem é certa!


Sublime!...


(a)braços,flores,girassóis:)

ALZIRA disse...

Belissimo sem duvida

Carla disse...

que maravilha...comecei a ler e quando dei por ela estava com vontade de cantar a letra do teu poema
beijos

Jana disse...

Simplesmente lindo!!!
Te amo!

Bandys disse...

Poeta Mauro Rocha,

As vezes não podemos nos distrair.

A poesia só mesmo para os poetas..

Beijos