quinta-feira, 21 de maio de 2009

ESTRAGEIRO

Em toda trama
Tem alguém que ama
Nas estrelas ou na cama
Na tele-novela ou no cinema
No virtual ou na vida real
Feito filme noir
O suspeito é o amor
Combinado com a paixão
Às vezes a vida anda na contra-mão
Às vezes alguém estende a mão
E a trama se completa...
MAURO ROCHA 21/05/2009

6 comentários:

[ rod ] disse...

E eu ainda digo: em toda trama há alguem que sofre com esse tal amor.

Abçs poeta,





Novo dogMa:
sAnto...


dogMas...
dos atos, fatos e mitos...

http://do-gmas.blogspot.com/

Yussef disse...

Só não sabemos se há uma trama de amor.
Ou se há o amor pela trama.
Abraços

PS.: estive ausente, mas já voltei.

Dry Neres disse...

Há drama na vida!!
Há beleza irrefutável na sua poética!

Um abraço, poeta!!!

Clarice disse...

Poeta, bom mesmo é quando alguém estende a mão ...
beijos da janela

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Querido Poeta, o suspeito sempre é o amor.Você retratou aqui o amor verdadeiro, sublime com cheiro de laranjeira em flor nos tempos de chuva.
Uma boa semana amigo.
Vá por lá.
beijossssssssss

paula barros disse...

E as vezes o amor no lança numa trama sem fim.

beijo