quinta-feira, 3 de janeiro de 2008

SEMPRE

O meu herói
não voa
nem lança teias
não mora numa caverna
cheia de morcegos
nem tem 4 amigos fantásticos

meu herói
é simples
acorda cedo
trabalha,
mas
sempre que preciso dele
ele corre
voa
sobe pelas paredes

às vezes ele fica sério
às vezes ele fica bravo
mas na maioria das vezes ele sorri
e isso me dá segurança
pois sei que ele sempre vai estar ali
todas às vezes que eu chorar
ou que eu precisar de um abraço.

Meu herói
é para sempre
e para sempre
é meu Pai.

Mauro Rocha
13/08/2006

2 comentários:

Pam Orbacam disse...

Sim, acabei ficando com o prêmio prata. Foi uma surpresa muito boa para mim.
Recompensa pelas infindáveis noites de insônia.
Há um espaço chamado "ARCA" Em Ribeirão Pires, onde provavelmente haverá um sarau e um exposição de minhas obras visuais.
Gostaria de convidá-lo antecipadamente (ainda não sei o dia, estarei combinando tudo neste sábado).
Aliás, se quiser aparecer por lá, será bem vindo. É um espaço aberto para cidadãos artistas e há programação à tarde e à noite.
Gostaria de manter contato contigo. Apreciarei seu espaço com calma, para degustar cada palavra.

http://www.arca-cidadaosartistas.blogspot.com/

Passa por lá e dá uma olhadinha. Ainda não conheço o espaço, mas me parece bem legal. O Rogério Amorim, ue organiza os eventos de lá é um cara super do bem, super talentoso.

http://www.k-ram-k.com.br/Home.aspx?Acao=M0_716215107131371549885898834&Topo=222115237154354415237226252181183&Rodape=2132220720119613895152101249187167

Grande abraço literário,

Pam Orbacam

Pam Orbacam disse...

Ah, desculpe, você é de Brasília... Vai ficar difícil aparecer por lá, não é mesmo?
kkkk!
Foi mal.
Mesmo assim, manteremos contato.
besos,
Pam Orbacam