terça-feira, 18 de novembro de 2008

HORIZONTE EXPOSTO

Puro desejo
E o que vem primeiro
Falas de sexo, falo de amor
Falo de amor, falas de sexo
E nesta loucura
Louco é o amor
Insano desejo
Seja como for
Tudo está ligado
A luxúria, a gula,
A caixa aberta de Pandora
Os dias
As horas
A porta aberta
O horizonte exposto
A relva
As curvas
O desejo...
Puro...

MAURO ROCHA 12/11/2008

4 comentários:

Dry Neres disse...

A caixa de Pandora me enlouquece.. rsrs
Amo!!
Adorei, poeta..
bjo.

HSLO disse...

Nossa...desejos. É o que me acaba.
Gostei demais do poema.

abraços

ALZIRA disse...

Gostei deste horizonte exposto

Zek disse...

o que vem primeiro ?? sinceramente eu não sei, só sei que queima... seja meu corpo, seja meu coração... arde!!!!!!