sexta-feira, 14 de novembro de 2008

LINHAS NÃO RETAS

Sentado a beira do abismo
Olho para trás e vejo a vida
Tudo se passa
Tudo já passou
Os sorrisos eu guardo
As lágrimas eu esqueço
O destino eu traço
Nas portas que escolho
Sentado a beira do abismo
Para seguir um novo horizonte...

Hoje inicia um novo ciclo
Hoje eu nasci...

MAURO ROCHA 14/11/2008

12 comentários:

Zek disse...

Um novo ciclo, que venha, mais poesias.. mais versos... mais vida!!

Não sei se comentei contigo que achei muito bacana essa foto do " palhaço macabro .. coringa" , afinal !!!! Por que estamos tão serios?

Dry Neres disse...

Hoje é teu aniversário? .. me corrija se eu tiver errada, mas me pareceu pelo final do texto! :D
Beijo, poeta!

o casalqseama* disse...

nada melhor do que levar consigo apenas os sorrisos!




é seu aniversário? eu também pensei a mesma coisa que a dry! se for, meus parabéns!

um bj grande, fê =D

Bandys disse...

Nossa Mauro, amei!!

Quanta inspiração,
beijos

[ rod ] disse...

Há um livro que diz que há duas datas importantes: uma no dia que se nasce.. a outra é no dia que descobrirmos para que nascemos...

Às vezes demora...

Obrigado amigo por atender ao chamado.


Novo Dogma:
o caminHo secreTo do eXistir...


dogMas...
dos atos, fatos e mitos...

http://do-gmas.blogspot.com/

HSLO disse...

Lindo...demais amigo.

Abração

Lampejos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Clarice Lis disse...

Poeta, pode-se nascer e renascer todos os dias, eternamente, quando se nasce da poesia. E devo acrescentar que isso aqui está cada vez melhor!

Atre disse...

Poxa...eu perdi o aniversário...

mas será que ainda tem BOLO, hein????

KÁTIA CORRÊA DE CARLI disse...

Vc aceita parabéns atrasado?
Tudo de melhor para vc, poeta!
Que a vida lhe sorria (e lhe dê algumas lágrimas tb, elas produzem excelentes poemas - rs)
Um beijo especial, igualzinho a você.
Ótima semana

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Sempre que andar ,leve sua poesia, seu sorriso, e recomeçar é sempre bom. beijos

Cristiana Fonseca disse...

Bela é muito pouco pra descrever tua escrita.
Sublimes poesias encontrei.
Deixo minhas desculpas pela ausência, peguei um vírus em meu computador que me prejudicou , mas até que enfim postei meu trabalho, uma paisagem
Abraços,
Cris