quinta-feira, 4 de março de 2010

CASAS E JARDINS

Calo-me em teus lábios
A noite é um ato falho
Onde estão as estrelas?
Só vejo o céu em lágrimas...

Sussurro em teus ouvidos
O dia é libertino
Onde está minha camisa?
Só vejo a bagunça divertida...

MAURO ROCHA 04/03/2010

6 comentários:

Ana Cristina Cattete Quevedo disse...

A bagunça divertida é aquela que sempre nos lembramos com ternura...

:)

HSLO disse...

Adoro seus textos.


abraços

Hugo

paula barros disse...

Ler e imaginar...um poema que dá margens para o pensamento vagar.

beijo

Cris disse...

Que belo e sucinto poema de intensas palavras...
Abraço

Dayane Silva disse...

ahh que lindo :)
'Calo-me em teus lábios' .. 'Sussurro em teus ouvidos' .. Ameiiiii.. Beijos.

Cristiana Fonseca disse...

Olá Poeta,
lindo poema , já estou super repetitiva, semore digo lindo, sublime.
Mas o que dizer quando admiramos um poeta como vc. No meu caso fã mesmo
Abraços,
Cris