domingo, 22 de agosto de 2010

CIBER ERECTUS

O homem moderno
Não gosta do calor
Não gosta do inverno

Vive em seu computador
Entre programas e vírus
É um cibernético erectus

Conhece o mundo inteiro
Num click instantâneo
De Quixadá ao mediterrâneo

O homem moderno
Não gosta de gravata
Nem gosta de terno

Gosta de camiseta e bermuda
Ser o politicamente correto
Usa e come o que é natureba

O homem moderno
Só não é moderno
Quando inventa a guerra

O homem moderno
Coleta dados do passado
Trabalha no presente, vive o futuro

O homem moderno
Não marca encontro
Resolve tudo no chat e pronto

O homem moderno
Não gosta do calor
Não gosta do inverno


MAURO ROCHA 03/08/2010

12 comentários:

Majoli disse...

Oi meu amigo, e assim o homem moderno não vive, não respira, não aproveita a beleza externa que a natureza proporciona.

Um abraço e uma semana de muita paz.

Marilu disse...

Querido amigo, o homem moderno se adaptou a tecnologia, esqueceu de andar de mãos dadas. Tenha uma linda semana...Beijocas

Memória de Elefante disse...

Assim como a internet, dos quais até hoje há quem discuta se serve para nos integrar ou nos isolar,para apefeiçoar e humanizar ou para nos limitar e cegar.Isso depende do seu uso.Tão enganador quanto fascinante, no que tange à comunicação.Amamos acariciando as teclas,pesquisamos olhando a tela, ali no espaço cibernético visitamos os belos museus e os lugares mais interessantes, que de outro modo seria inatingível.
Gostei de teu poema,me levou à reflexão!

Um abraço

Clecilene Carvalho disse...

Oi Mauro... O selo esta no blog Falas da Alma. Beijim e obrigada.

HSLO disse...

eu não gosto do homem moderno...eu odeio os homens práticos.


abraços

Por que você faz poema? disse...

A vida é mais vida
aqui fora.

Paula Barros disse...

O homem moderno está cada dia mais se distanciando dele mesmo, e consequentemente dos outros, da natureza. Do respeito.

Conheci um rapaz que não comia animais, pelo sofrimentos dos mesmos ao morrer...e fumava...e fumava numa mesa de restaurante, sem respeitar a ele, sem respeitar os que estavão com ele.

Um abraço

Louise Oliveira disse...

Dá medo imaginar onde irá para esse homem moderno. rss
Bjs! Amigooo. Tks pela visita!
Lu

Pelos caminhos da vida. disse...

Fico aqui imaginando até onde a modernidade pode levar o homem?

beijooo.

Pat. disse...

Aproveitar o que há de melhor na tecnologia sem deixar o lado 'humano' de viver e sentir...

Beijos com carinho imenso.

Bandys disse...

Esse homem moderno deixa de viver o melhor da vida..
Viver com a natureza, com o seu semelhante e outras coisas mais.

Beijos Mauro,

;)

Sergio disse...

Sabias que és um dos meus amig@s? Venho agradecer-te por existires e seres um del@s...! Se vais ao meu blog saberás a que me refiro... e se queres levas contigo o regalo que, com muito carinho, está pensado para pessoas como tu...!
Mereces mais..., mas é o melhor que posso dar-te hoje... És um presente para mim... E é o que eu posso oferecer-te, hoje, a ti... El Puente

Um abraço.

Sergio