quinta-feira, 10 de julho de 2008

BEM-AVENTURADO

O dia nasce lindo
Eu abro a porta e deixo entrar o vento
Ele traz o frescor
Que embala teu sorriso
Nuvens brancas brincam disfarçadas
A terra ainda está molhada
O dia passa lento
Aprendi com teus olhos
A atravessar oceanos
Aprendi com tuas mãos
A segurar a mão dos anjos
O dia metamorfoseia
A lua brilha em teu corpo
Observo tudo junto à brisa
Caminho ao teu lado
Evoluo e escrevo em estações diversas
Colho flores
Dou-lhe a primavera
Embrulhada de outono
Aquecida de verão
Com estampas de inverno...

Colho os dias
Revertidos de detalhes e surpresas
Tatuados de desejos
Embrulhados de estrelas
Com estampas de saudades
Engarrafados de felicidade
Refletidos na alma...

Eu abro a porta
Deixo a noite entrar junto à brisa
Com os olhos fechados navego
Nos sonhos que me deste
Com os olhos abertos navego
Na volúpia que te veste...

Navego todos os dias
O desejo é claro
Corpos fragmentados
Unem-se ao luar
O amor é guardado
Bem-aventurado...

O dia... nasce lindo.

MAURO ROCHA 01/06/2007

14 comentários:

Bandys disse...

Mauro,
amei essa poesia.
Caminho ao teu lado
Evoluo e escrevo em estações diversas
Colho flores
Dou-lhe a primavera
Embrulhada de outono
Aquecida de verão
Com estampas de inverno...


Uma das mais belas que ja li.
Parabéns!

paula barros disse...

Tive o mesmo sentimento de Bandys, que foi um dos poemas mais lindo que li.
É como se ele tivesse vida própria, e vai evoluindo, tomando forma, fluindo.
Belíssimo!

Aninha disse...

RJ 18h50
Noite agradavelmente fria


Lindo!Imagens agradáveis e puras de alguém repleto de amor!Amei!


Sucesso sempre

ALZIRA disse...

Faço minhas as palavras de Bandys ele já disse tudo o que eu dizer, parabéns ao poeta mesmo

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Que lindo poema, poeta! Ontem eu estava num estado que à noite tive que ir ao médico, pois nada me parava no estômago. Anteontem estava com 39 quilos, ontem à noite, com 37. Gastei minhas últimas economias na contratação de uma enfermeira que parece um gigante, mas que me transporta no colo e cuidará da minha alimentação parental. A F@ pediu para eu fazer a resenha de "Fale com Ela".
Apareça:
wwwrenatacordeiro.blogspot.com
não há ponto depois de www
Um beijo,

Claudia Perotti disse...

Que bonito o texto!
Tocou de uma forma intensa!
Beijinhossssssss

AnaLua disse...

"Colho flores
Dou-lhe a primavera"

Achei tão lindo esse verso!

Também sou uma brasiliense de coração, nasci no Rio, moro em Curitiba, mas minha pátria, meu solo é Brasília.

Bjo!

Zek disse...

Bem aventurado !!!!! somos nós ao ler tuas palavras.

Bill Stein Husenbar disse...

Adorei

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

R Lima disse...

Ai caramba se assim soubesse antes tinha te ligado aí.. te encontraria na boa..

Mas em AGOSTO estarei por aí..

Abçs meu caro e,




Venha ler AMANHÃ, dia 12, um texto em comemoração a data.. lá no AveSSo.


Visite e Comente... http://oavessodavida.blogspot.com/

O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...

Lampejos disse...

Poeta Mauro,

Seu poema pendurado de aromas navegantes.
[aqui o dia quase nasce com estampas invernas]

Bom fim-de-semana!...


PS..: DUST,obrigada por seus olhos gentis!

(a)braços,flores,girassóis :)

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Poeta:
Fiz dois posts com obras do Carlo Rocha como desenhista e pintor. Vá prestigiá-lo:
wwwrenatacordeiro.blogspot.com
não há ponto depois de www
Um beijo da Rê

camila disse...

ameei essa poesiaa
ateeh copieei ela no meu caderno
\o auhaauh

by:
http://imensidadx3.blogspot.com

Canto da Boca disse...

É sempre doce aprender com os anjos...
;)