segunda-feira, 21 de julho de 2008

ESTRANGEIRO

O último pensamento...
A primeira emoção...
No momento ainda pulsa...
Meu coração...


MAURO ROCHA 21/07/2008

21 comentários:

Zek disse...

Bonito, curto, simples porém profundo !!!

Lampejos disse...

Poeta Mauro,

O último pensamento e a primeira emoção...
Um dueto maravilhoso!...

[muito bem]

(a)braços,flores,girassóis:)

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

AS coisas simples são sempre as mais belas, como esse seu poema, poeta.
Fiz nova postagem. Vc já deve ter visto o filme, mas acho que é a melhor resenha que fiz até agora.
Apareça aqui.
wwwrenatacordeiro.blogspot.com
não há ponto depois de www
Um beijo,
Renata

paula barros disse...

Gostei, simples e diz tudo. "Último pensamento e primeira emoção". É tudo. E continua pulsando.

Claudia Perotti disse...

Eita coração sentido que não pára de pulsar! Ainda bem!
Beijinhosssssssssssssss

Clarice Lis disse...

Que intenso! Gostei muito, em poucas palavras ..."todo sentimento do mundo".

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

...A primeira emoção...
Poesia de uma simplicidade e bastante profunda.Gosto disso!

R Lima disse...

O coração articula, pula.. manipula e diz.

E tanto me diz...



Texto de hoje: aMor...

Visite e Comente... http://oavessodavida.blogspot.com/

O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...

Canto da Boca disse...

E do que mais precisas?
;)

mundo a fora disse...

isso me lembra alguém do passado!

senti saudade agora

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Eu gostaria muito, poeta, de saber por que vc não está indo ao meu Blog. Fiz postagem na terça, dia 22 e vc aind anão apareceu, vc que é sempre um dos primeiros. ESpero que não seja por que acredita na psicopata que disse que não ia medir esforços para me expulsar da Blogosfera. Mas ela já está sendo devidamente processada por calúnia e difamação. Provavelmente é ré primária e não irá para a prisão. Mas eu bem que queria que ela ficasse pelo menos 1 dia numa cela cheia de sapatões.
Apareça, eu o tenho em alta conta.
Renata Cordeiro

Defensor disse...

Salve
...o último pensamento deve ser de paz...
Abraço, e desculpe a ausência forçada.

Carla disse...

estrangeiros de nós...o mais doloroso de todos
beijos

Crisfonseca disse...

Só pude entender agora que explicou, que estrangeiro, se refere a uma pequena pausa. Muito bem pensando, é aquela escrita que vc tem que ler o que não esta explícito.
Obrigada a vc pela visita e pelas palavras gentis,não se preocupe se elas são repetidas ou não,não se preocupe com as palavras. Repetidas ou não são sempre bem vindas.
Abraços

Lampejos disse...

Poeta Mauro,

Não tens que te desculpar...Eu entendo as ausências.

Mas vamos em frente...Sim!

Bom fim-de-semana!

(a)braços,flores,girassóis :)

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Amigo:
Fiz novo post hj, a pedido de uma amiga do Blog. Vc já deve ter visto o filme, que é lindo.
Apareça aqui:
wwwrenatacordeiro.blogspot.com
não há ponto depois de www
Um beijo,
Renata

f@ disse...

Sempre a emoção...
beijinhos das nuvens

Ácido Cloridrix HCL disse...

Olá, tudo bem??? Desculpe a usurpação do espaço, mas gostaria de te convidar a participar no nosso pequeno inquérito,,,, talvez te interesse,,, Estarás de acordo com o casamento ou adopção entre homossexuais??? Agradecemos a tua opinião, se a quiseres dar em: http://sexohumorprazer.blogspot.com/2008/07/inqurito-de-opinio-casamento-entre.html . Agradecimentos antecipados, HCL

Ravnos_Blacklotus disse...

Mauro, grande poeta, quanto tempo hein, eu sim me sinto um estrangeiro de tantos dias afastado...
[Risos]

Um abraço

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Amigo, estou triste. Por isso, fiz novo post, porque não consigo ficar parada. Talvez vc não tenha visto o filme.
Apareça por aqui:
wwwrenatacordeiro.blogspot.com
não há ponto depois de www
Um abraço,
Renata

Sulla Mino disse...

Que delícia esta minha visita aqui no teu Blog, parabéns poeta por tudo que aqui li, adorei suas belas palavras...Voltarei! Bjks