quinta-feira, 10 de abril de 2008

FÁBULAS FABULOSAS

A dama na janela espera seu cavalheiro
Como nas histórias medievais
Aonde os príncipes encontram suas princesas...

A dama na janela espera seu cavalheiro
Porque ela acredita em contos de fadas
Mas hoje em dia não há cavalos nem armaduras...

Com muita sorte uns com a cara lavada
Mas muitos são mesmo uns caras-de-pau
Porém na janela ela tem a esperança de um ideal...

Cavalheiro, mas não ao extremo
Rude, mas de olhar sereno
Poeta, mas não precisa ser necessariamente escritor
Para seu bel-prazer, um belo espécime e reprodutor...

A dama na janela espera pelo seu cavalheiro
Mas não por muito tempo, pois ela é moderna
E vai a luta...



MAURO ROCHA 10/04/2008





7 comentários:

Clarice Lis disse...

Meu post de hoje foi inspiradao nessa sua dama da janela. É a arte imitando a vida (rs!)

Poeta Mauro Rocha disse...

Clarice,que legal,sinal de que a poesia é realmente mágica e nos inspira.Fico feliz e lisonjeado, muito obrigado.

Tânia Cristina disse...

Moderníssima!
O final me fez sorrir.

fadazul disse...

OPSSSSSSSSSSS, SEM COMENTÁRIOS
HEHEHEHE, ABRAÇOS

Poeta Mauro Rocha disse...

Tânia, mulher antiquada ninguém merece,rsrsr

Fada Azul, pelo comentário, acho que gostou,rsrs

Tânia Cristina disse...

(?)
Sorri por ter gostado.

Poeta Mauro Rocha disse...

Tânia,eu entendi que você gostou, só estou dizendo que as mulheres têm que ser modernas e partir para a luta, não ficar apenas sonhando com o principe encantado...
Quando disse "Antiquada" foi nesse sentido.