quinta-feira, 24 de abril de 2008

PASSEIOS NOTURNOS

...E tudo fica silêncio
E silenciosamente o silêncio...
Fica mais gostoso
O sono chega
A alma passeia
Entre tantos mundos
Que às vezes ficamos mudos
E não sabemos se foi sonho
Ou foi pesadelo ?
Ou é a realidade que nos acompanha até no travesseiro...

MAURO ROCHA 24/04/2008

3 comentários:

R Lima disse...

Suas palavras enobrece ao nobre leitor e me faz ir de longe ao encontro do sentido máximo.

Que de silêncio viva a serenidade.

Abçs,



Texto de hoje: é 150...

Visite e Comente... http://oavessodavida.blogspot.com/

O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...

Poeta Mauro Rocha disse...

Caro R Lima, O que posso dizer se não obrigado e volte sempre!!

Ravnos_Blacklotus disse...

Há coisas que, creio eu, não devem ser pensadas demais.
Se pensarmos demais, perde o encanto.
Os passeios da "alma" são esse tipo de coisas.

Um bonito poema, digno de um sonho perfeito.

abraço Mauro