terça-feira, 14 de outubro de 2008

UM MERGULHO NA LAGOA PARA ENCONTRAR O MAR

Os sinos da igreja tocam
Ao som dos ventos, tempos...
Abri a porta
Entrei nas ondas, subi o rio
Conheci cidades, pessoas...
Abri outra porta
Pulei em teus olhos, flutuei em teu sangue
Parei em teu coração, então a chuva começou
Era estrela para todo lado...
Saí da janela
Descobri o horizonte num dos teus desejos
Acordei no meio da noite cercado de anjos
Nem parecia que eu tinha andado no deserto
Com os meus demônios...
Encontrei mais uma porta
O único refúgio, a última oração,
Então possuí teu corpo, com aquele sorriso sacana...
Bebi tua alma, dancei em tua palma
Fechei a porta
Saí de mansinho, fiquei na escada
Escutando os sinos da igreja...


MAURO ROCHA

10 comentários:

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Poeta:
Preciso que você vá com urgência ao meu Blog e ponha um comentário no meu novo post.
Renata

o casalqseama* disse...

sai de mansinho... rsrsrs

tem um presente a tua espera!
bjs da fê =D

Zek disse...

Que lindo... ouvir os sinos da igreja.....

Bandys disse...

Bebi tua alma, dancei em tua palma
Fechei a porta
Saí de mansinho, fiquei na escada
Escutando os sinos da igreja...



Lindo Mauro.
Adorei.
beijos

Dry Neres disse...

Ui que sexy!! rsrs..
adorei, adorei.. jeito novo de se mostrar, você fez nesse texto..
Bjoooooooo..

ALZIRA disse...

lindo

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

sai de mansinho....linda!
Adoro acordar de manhã e percorrer poesias .Isso faz meu dia bem melhor.
Um grande abraço Poeta!

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Saí de mansinho...sacanagem, hein? Brincadeira, poeta. Mas uma vez nos brinda com um lindo poema.
Estou aqui para agradecer a força dada e lhe ofereço um post de PAZ.
Um abraço,
Renata

Clarice Lis disse...

Poeta, que lindo ... parei em teu coração, então a chuva começou era estrela para todo lado. Bonito demais. Não me canso de vir aqui e agora que tenho asas posso vir voando!

Claudia Perotti disse...

Mauro, adorei esse poema!
Beijinhosssssss