quarta-feira, 14 de julho de 2010

GRAVURAS

Um corte na mão
Um rio sem água
Uma árvore no chão
Futuro sem alma...


MAURO ROCHA 14/07/2010

10 comentários:

Elaine Barnes disse...

Triste mas, bonito.Montão de bjs e abraços

Pat. disse...

Muito triste, mas bem bonito...
Deixo beijos com carinho e admiração

Bandys disse...

Profundo, embora pequeno.
Um beijO

Paula Barros disse...

...sem alma, nada dá pé, nada dá fruto...sem alma não há voos...

beijo

Marilu disse...

Querido amigo, assim não há futuro...que a mão sare e distribua muitas flores, o rio volte a ter uma torrente de água, que as árvores deixem de ser cortadas, e que o futuro seja promissor...Beijocas

Cristiana Fonseca disse...

Olá Poeta,
maravilhosa mensagem.
Meu amigo, estou numa correria só, volto com calma, e apreciarei tua belas poesias.
Me desculpe a ausência.
Obrigada pela visita.
Abraços,
Cristiana Fonseca

Majoli disse...

Oi Mauro, Gravuras é triste...futuro sem alma, dói.

Citei seu nome no rabisco que fiz, depois dê uma passadinha lá no meu blog pra você ver.

Beijos meu amigo.

Pelos caminhos da vida. disse...

Um pouco triste.

Bom dia!

beijooo.

Tianne disse...

há dias assim, mas a sublima tudo...

[ rod ] ® disse...

A alma não vence. Perde-se no ato que faz!

Abs meu caro...