sexta-feira, 30 de julho de 2010

OUTRAS PALAVRAS


A língua do P
É o que dizem para você
E para que assistir tanta TV?

Vou te dizer o que me encanta:
Uma clássica cena de cinema
Ou até mesmo um passo de dança!

Ou será o assassino do livro
Nas histórias de Sherlock Holmes?

Não sei, parece simples
Pegar um disco e por na vitrola
Ah! Que saudade da Aurora...

A língua do P
É o que dizem para você
E para que assistir tanta TV?


MAURO ROCHA 30/07/2010

13 comentários:

Marilu disse...

Querido amigo, , pvo pcê, pes, pcre, pve, pmui, pto..pbem... Pbei
Bjo, Bcas..rsrs..Tenha um lindo final de semana...

Amauri Jr! disse...

Adorei a parte do "assassino da história do Shelok Holmes" sou fascinado por Conan Doyle e seu detetive mais famoso daliteratura!
Abraços!

ღPat.ღ disse...

Olá Poeta!

Teus poemas despertam sensações maravilhosas!

Fez-me lembrar de quando era criança e falava na língua do 'P' com minha irmã..funcionava como um código para minha mãe não saber sobre nossos segredos ;)

Estive ausente esta semana, mas creio que agora tudo voltará ao normal.

Um beijo com carinho,
Pat.

Noslen ed azuos disse...

também tive a mesma sensação da Pat, "quando as meninas tentavam dizer seus segredinhos de bonecas"


abraços
ns

ONG ALERTA disse...

u brincava assim quando criança, paz.
beijo Lisette

serpai disse...

Hola Mauro,

me encantaron tus versos.

Te dejo saludos argentinos,

Sergio.

menina fê disse...

sem dúvida... também tenho saudades de colocar um disco na vitrola!

rsrs

bjs pra ti.

Lígia Guedes; disse...

P
a
r
a
b
é
n
s
!

Valéria Russo disse...

MAURO..
versos encantados e encantadores como brincadeira de criança....
adorei.
tenha um lindo fds .
bjuivos no coração.
loba.

Tatiana disse...

Uma bela construção poética!
Um abraço carinhoso

Dry Neres disse...

Causou-me tamanho encantamento!

Abraço amigo!
Saudade tb!

Pelos caminhos da vida. disse...

Passando rapidinho só pra avisar que estou de volta.

Senti tantas saudades desse mundo fascinante da blogsfera, dos amigos, é muito bom estar de volta.

beijooo.

Majoli disse...

Língua do P, nossa a usei tanto e com tanta facilidade, parecia ser minha língua mãe...rsrs.

Mas você ao poetisar, transforma em magia toda e qualquer línguagem.

Parabéns meu amigo Poeta.

Beijos com carinho.