segunda-feira, 2 de junho de 2008

DOIS

Tenho dois momentos
Guardados nesta vida
Um me consome por dentro
O outro esconde a ferida.

Mas não posso reclamar
Das coisas que tenho
Ando sobre a terra, sobre o mar
Andarilho feito passarinho.


Tenho dois momentos
Guardados nesta vida
O amor que me consome
E o destino que me deixa sozinho.


MAURO ROCHA 01/09/1999

3 comentários:

Zek disse...

O amor sempre nos consome, se não consome não é amor!!

Poeta Mauro Rocha disse...

Zek, certíssimo!!

paula barros disse...

Quem consegue escrever, andar sobre a terra e o mar, a até voar, enfrenta esses dois momentos e muito mais.
felicidades!