quarta-feira, 4 de junho de 2008

LINHAS E MÃO

A mão estendida
O sorriso aberto
O passo que se firma
Na linha do deserto


Cheio de palavras
Navega com o coração
Na linha dessa estrada
Estendida está a mão


Que segura o mundo inteiro
Que se perde por dinheiro
Que enxuga lágrimas
E aperta a mão do companheiro

A mão estendida
O sorriso aberto
Assim se faz o homem
No meio do caminho incerto.



MAURO ROCHA 25/03/2001

2 comentários:

Crisfonseca disse...

Linda, tuas poesias tornam a vida mais bela. Esta e todo as outras são sublimes, encantam-me, venho sempre aqui leio e releio, me fascino neste mundo da poesia.
Obrigada pelas palavras gentis, é muito bom pra mim ter vc la no blog, é uma honra.
Beijos,
Cris

Zek disse...

Pois é poeta, algum dia gostaria de ter essa leveza para escrever, dessa forma creio que minhas ideias fluiriam melhor, mas fico aqui lendo tuas palavras, suaves serenas, me traz muita paz!!!!!!!!