segunda-feira, 9 de junho de 2008

...ERA UMA...TALVEZ

Hoje é dia de chuva
E ela cai sempre ao meio-dia
Demora apenas duas horas
Mas traz muita alegria...


Essas são pequenas coisas
Coisas talvez sem importância
Mas se cair no lugar certo
Traz muito esperança


Não sou contador nem profeta
Apenas escrevo em linhas tortas
O cotidiano que me resta
Na verdade sou apenas o poeta.



MAURO ROCHA 02/12/1999



Um comentário:

paula barros disse...

Mauro,sabia que
gosto de ler esse poeta?
Muito, muito.bjs