segunda-feira, 30 de junho de 2008

OUVINDO NO RÁDIO

Segunda...
O trem passa
Passo bonde
Passa a vaca
Passa a vida
Passa tempo
O tempo passa
Passa a roupa
Que eu ainda vou para a praça...


MAURO ROCHA 30/06/2008

11 comentários:

Entre o Fascínio e o Pensamento disse...

Tudo passa.. Menos tua inspiração sublime!

Não vai passar nunca.. E eu, estarei sempre aqui pra me deixar ser beijada pelas tuas doces palavras, poeta!

Bjo, amigo.

Dry Neres.

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Para variara, adorei o poema. Vá ao blog do Filósofo e verá um poema que fizemos a quatro mãos. Sabia que vc e a sua esposa foram os único que assistiram ao filme seobre o qual postei. Ah! Pelo menos!
Um beijo, poeta, da Rê

Lyra disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Claudia Perotti disse...

Gostei imenso da musicalidade do poema!

Beijinhossssssssss

ALZIRA disse...

Já está tudo passado, pode ir

Zek disse...

Muito legal poeta ... o tempo que passa ou será que nós é que passamos !!

PS: estou repassando um selo que recebi para o seu blog, ja que é como uma fonte de inspiração!!

:: Daniel :: disse...

Palavras drummondianas!

Abração

paula barros disse...

O tempo passa rápido.......
E nós ficamos marcando passo, deixando a vida passar.
abraços

Bandys disse...

Mauro,

Só não podemos deixar momentos de poesia passar.

Beijos e abraços ☺

Clarice Lis disse...

Poeta, que delicia de poesia, ajuda a passar melhor a segunda. bjs

camila disse...

è Mauro... o bom da vida é que tudo passa!
E é melhor ainda visto da praça!
Rsrs
Beijo
=)