segunda-feira, 2 de junho de 2008

...OUTROS POEMAS

Dedicado a João Cabral de Melo Neto

Sem asas se faz anjo
Pelos caminhos da palavra
João Cabral de Melo Neto
O arcanjo da fala.

Tão simples quanto a linha
Tão complexo quanto a vida
Sua poesia chove
Na realidade crua e vazia.


João Cabral de Melo Neto
O arcanjo que declama, a morte e a Vida
Deste povo que resiste e luta
A cada olhar, cada lágrima no rosto, Severina.


Anjo do ontem, do amanhã, e do hoje
Sua poesia corre pela alma, na expressão do povo
João Cabral de Melo Neto
pelos caminhos da palavra, sempre, e hoje.



MAURO ROCHA 09/10/1999

2 comentários:

paula barros disse...

bela homenagem!
Parabéns por iniciativas dessa grandeza.

Poeta Mauro Rocha disse...

Paula, obrigado!!!