terça-feira, 20 de maio de 2008

REPLETA

A noite chega tão clara
Repleta de satisfação
A lua distante brilha
Repleta de emoção.


A vida chega tão rara
Cheia de emoção
A lua distante se espalha
Vira constelação.


E do amor o que digo
Que não seja repetido?
Amor verdadeiro ?
Amor bandido?


Pega a lua tão clara
A vida que se espalha
A noite que brilha
Mistura tudo dentro do coração


Que o dia chega como uma canção
Dessas que chegam por acaso
Caso você não acredite
A vida é assim mesmo


Tão clara, tão rara
Escura e iluminada
De noite e de dia
misturada dentro da sala.


MAURO ROCHA 26/04/1999

3 comentários:

paula barros disse...

Muito bem escolhida a poesia para noites de lua tão bonita. Ontem a lua estava magnifica. E hoje com certeza ainda estará.

Gostei muito desse trecho, além dela toda.
"Pega a lua tão clara
A vida que se espalha
A noite que brilha
Mistura tudo dentro do coração"

Quando é dia de lua cheia, naturalmente tudo dentro de mim se mistura. rsrs

Poeta Mauro Rocha disse...

Paula, obrigado!!

Anônimo disse...

Lindo!

Helena